Continua após a publicidade..

Especialista: A temporada de verão tem pior desempenho em relação a 2019

A nova tendência entre os hoteleiros do nosso país é abandonar o regime tudo incluído, disse o vice-presidente da Associação Búlgara de Hotéis e Restaurantes (BHRA) Atanas Dimitrov.

Continua após a publicidade..

Em suas palavras cerca de 10 por cento dos empresários do sector mudam para esta opção numa base piloto. Outras opções estão sendo discutidas – oferecer aos clientes apenas café da manhã, ou café da manhã e jantar, acrescentou Dimitrov. Segundo ele, é preciso encontrar o meio-termo para satisfazer os hóspedes, alguns dos quais preferem comer no hotel.

Tudo incluído é conveniente para o cliente final, mas não apropriado para empresários, foi a opinião de Dimitrov. Segundo ele, esse tipo de serviço gera muito desperdício de alimentos, o que não é economicamente rentável. É também a causa de custos excessivos de energia, salários, bem como de poluição ambiental mais grave.

Sobre a ideia de aumentar o IVA para os restaurantes, Dimitrov comentou que isso tornaria o produto turístico búlgaro pouco competitivo. Ele afirmou que os membros da BHRA têm muitos argumentos contra tal medida e já informaram o Ministro do Turismo da sua posição. “Se necessário, repetiremos e lutaremos pelos nossos direitos com todos os meios legais”, disse Dimitrov. Segundo ele, o abrilhantamento do setor depende em grande parte dos impostos. Se forem aumentados, a escolha de quem trabalha na indústria será ir à falência ou entrar no setor “cinzento”, explicou Dimitrov. Ele acrescentou que é um equívoco pensar que este negócio é muito lucrativo. É uma “vitrine”, percebe-se que vem muita gente, mas não as despesas, que são imperativas e muito elevadas, explicou o vice-presidente da BHRA. E especificou que só os salários dos trabalhadores do ramo triplicaram em poucos anos, porque os proprietários estão a tentar reter o seu pessoal, escreve a BTA.

Continua após a publicidade..

Relativamente à passagem do verão, Dimitrov indicou que foi ligeiramente melhor que no ano passado, mas com indicadores piores em comparação com (pré-pandemia, nota ed.) 2019. Segundo ele o volume de negócios aumentou, mas o aumento dos custos e a inflação consumiram os lucros. As coisas no turismo são muito complicadas para tomar decisões simples como aumentar os impostos e consertar tudo, comentou Dimitrov. E apelou aos governantes para que procurem a expertise da indústria antes de imporem decisões.

Redaçao Viagens

Redaçao Viagens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *