08 abr

Diversos espaços naturais são monumentos vivos da história mundial registrando acontecimentos marcantes em nossa trajetória. Devido a sua intensidade e ação capaz de mudar o curso dos fatos, a guerra atrai diversos entusiastas que alinham o turismo com o desejo de conhecer pessoalmente locais que foram palco de grandes batalhas. Com isso em mente, selecionamos destacados campos de batalhas na Europa em que não faltam informações e memoriais destinados a explicar o conflito.

Praias da Normândia

Em 6 de Junho de 1944, foi realizada a operação que encerraria Segunda Guerra Mundial. Nas praias da Normandia, na França, mais de 100 mil soldados lutaram no famoso Dia D. Os visitantes podem percorrer os cinco setores em que foi realizada a ação e compreender como a batalha foi realizada com dificuldade.

Devido ao amplo espaço, selecione antecipadamente os locais que deseja visitar, bem como escolha quais museus e memoriais deseja visitar. Há muitos pela região oferecendo itens autênticos recolhidos na época bem como exibições de filmes informativos que analisam a batalha.

Batalha de Verdun

A mais longa batalha da Primeira Guerra Mundial foi realizada em Verdun. Durante 300 dias, alemães e franceses combateram em um terreno difícil, repleto de elevações, gerando um grande número de baixas.

No ano passado, o Memorial de Verdun foi reaberto em comemoração ao aniversário da batalha. O espaço promove um retorno a disputa destacando objetos e fotos, demonstrando a experiência em combate e o desgaste violento da guerra. Há espaços dedicados tanto para o lado francês, quanto para o lado alemão em um intenso aprendizado histórico. Além desse memorial, há outros locais que registraram a batalha como o cemitério e o forte de Douamont e as Trincheiras das Baionetas.

Campo de Waterloo

Localizado a 13 km de Bruxelas, o campo de Waterloo foi o espaço para a queda de Napoleão Bonaparte em um confronto militar realizado em 18 de Junho de 1815. O combate encerrou a campanha dos Cem Dias e Marcou o fim do governo de Napoleão.

Há um centro de visitantes no local com a exibição de filmes que explicam em detalhes como aconteceu a batalha, oferecendo também atrações diferentes para passeio, tanto no Campo de Batalha, como na Montanha do Leão. Ao observar o local, é possível compreender como foram realizados os planos estratégicos de cada lado. Na Montanha do Leão, há um monumento em homenagem a todos aqueles que pereceram na guerra. No mês de julho, há figurantes que reencenam a batalha.

Batalha de Stalingrado

Conhecida anteriormente como Stalingrado, a cidade russa de Volgogrado é cenário da cruel batalha realizada entre agosto de 1942 e fevereiro de 1943. Conhecida como a cidade que modificou o curso da história, a batalha foi responsável pelo recuo das tropas alemãs.

No local, permanece as memórias dedicadas a batalha como os monumentos aos soldados mortos na batalha. Há um museu disponível, Museu Panorâmico da Batalha de Stalingrado, reunindo vasta vasta coleção de documentos e itens da batalha, com análises de ações realizadas, bem como outros destacáveis espaços como a Necrópole Memorial do Mamaev Kurgan.

 

A Batalha de Termópilas

Realizada no desfiladeiro das Termópilas, na Grécia, a Batalha de Termópilas foi realizada para conter a invasão do Império Aquemênida, liderado por Xerxes. Em um acordo com as diversas pólis gregas, o rei de Esparta, Leônidas, liderou a batalha, escolhendo o espaço estrategicamente para conter o vasto exército persa.

Atualmente, na cidade de Lâmia, encontra-se um centro de informação sobre a batalha, destacando os eventos históricos que levaram ao conflito, além de oferecer diversas atividades inovadoras em que o uso da tecnologia se alinha com a narrativa dos acontecimentos com atividades interativas que demonstram a estratégias para a luta. O local está bem próximo do Monumento de Leonidas, criado em tempos posteriores como homenagem.



Tags: , ,